terça-feira, 8 de março de 2011

A importância do sentimento de quem prepara o alimento



Em nome da economia, da praticidade, da rapidez , perdeu-se o sabor, a beleza, o perfume, a crocância natural e o enorme prazer de preparar com suas próprias mãos uma refeição para a família. Nossos 5 sentidos foram colocados de lado, a energia gerada pelo alimento empobreceu.

Quem perdeu com isso? A Vida.

Infelizmente as consequências não são sentidas na hora, o efeito da química do alimento é acumulativo, e aliando-se  a outros fatores, pouco a pouco vamos ficando doentes, física, mental e emocionalmente. Assim surgem diversos tipos de câncer, artroses, reumatismos, doenças nos nervos, síndromes, depressão, hiper atividade. O corpo se abate, a mente anuvia, vamos ficando cada vez mais apáticos, nossa vontade cada vez mais influenciada negativamente.

Temos que rever um posicionamento herdado de uma revolução feminista, que como toda boa revolução parte para os extremos para se chegar ao equilíbrio.

Nossa geração aprendeu que deveríamos refutar tudo o que lembrasse a "servidão" da mulher. Assim deixamos de lado máquinas de costura, agulhas de tricot e crochê, panelas, etc. Essas aptidões passaram a ser encaradas como coisas menores, tinha-se orgulho até em dizer " nem sei onde fica a cozinha da minha casa", não é assim? A mulher saiu para a batalha, para se igualar e até superar o homem. Conseguiu ... mas é feliz?

Comparando à Natureza, a essencia da mulher é a Terra, aquela que gera, que dá vida, que sonha. A essência do homem é a do Agricultor, que cuida da Terra, que provê, que luta para realizar o sonho. Um completa o outro.

Preparar uma refeição para a família, está longe de ser um papel menor, é um arte, um encantamento. Ao calor do fogo misturam-se ingredientes e desejos, sonha-se o futuro dos filhos, projeta-se a relação com o marido, fortalecem-se os elos de uma verdadeira família. 

Querem um exemplo de quanto isso é forte? 

Quem não tem na lembrança o sabor de um prato especial da infância, que a avó, a tia ou a mãe faziam e que hoje ninguém consegue imitar?

A receita era diferente? Não, o ingrediente especial era o sentimento colocado. Longe de mim querer levantar a bandeira da mulher submissa, eu também trabalho fora, eu também me realizo, deve sim haver um equilíbrio.

A arte da culinária está sendo redescoberta até como terapia, não é necessário despender horas para se preparar um alimento, eu mesma tenho um livro Consciência na Alimentação - Nutrir é alimentar a Vida de VIDA, com mais de 100 receitas quase todas de liquidificador, tudo rápido, saboroso e saudável, fruto de minha própria experiência como dona de casa e profissional.  Só uma coisinha mais para ressaltar: os homens já descobriram os encantos de se preparar um jantarzinho à luz de velas, cuidado meninas!!!

Não é à toa que bruxas e magos vivem preparando poções diante de um caldeirão. Afinal, magia e culinária sempre estiveram intimamente relacionadas. Preparar um jantar e conseguir depositar na comida todas suas intenções é a fórmula certa para se chegar àquela refeição mágica, que encanta e conquista.

Para que se possa alegrar a pessoa a quem vai ser oferecida a comida, é preciso eliminar o pensamento arrogante de que cozinhar chateia, de que é trabalhoso.

Quando a pessoa que prepara a comida, entender que ALIMENTO É VIDA, nasce naturalmente o senso de responsabilidade de que em suas mãos, de certo modo, está a vida das pessoas. Em conseqüência , surgirá a relutância em utilizar alimentos processados, nos quais são usados descontroladamente aditivos químicos, prejudiciais à saúde, bem como, elaborar alimentos instantâneos, alegando economia de tempo.
A pessoa que prepara a refeição com sinceridade não só apreende o valor da vida através dos alimentos, como também se relaciona com a energia da vida que preenche o Universo. Em outros termos, liga-se ao poder de Deus.
Nadia Cozzi

2 comentários:

  1. Querida Nadia

    Te conheci hoje através do site da Pat, o qual já acompanho há muito tempo. Cada vez que conheço pessoas como tú fico muito feliz e isto me faz querer continuar a ser conhecida como a natureba da famíla. Atualmente compro quase todo o meu alimento na feira de orgânicos aqui em Porto Alegre, preparo tudo em casa com muito amor e dedicação.
    Parabéns pelo teu maravilhoso trabalho. Agora tens mais uma fã.
    Um abraço,
    Lise
    Obs: estou lendo todos os teus posts, do início ao fim!

    ResponderExcluir
  2. Oi Lise, obrigada e mande sempre notícias. Se tiver informações sobre orgânicos para colocarmos aqui ou receitinhas legais para colocarmos no Blog da Bio Culinária http://bioculinaria.blogspot.com não se faça de rogada. Beijo

    ResponderExcluir

Faça seu comentário.
Ele nos ajuda a pesquisar os assuntos que interessam a você, leitor.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Feiras Orgânicas