Dicas infalíveis para o seu filho NÃO comer alimentos naturais


Meu Nutricionista

Concordam que o sonho de todos os pais é que seus lindos filhos cresçam fortes e com saúde, nunca fiquem doentes e consumam sempre alimentos saudáveis?


Esse sonho pode ser frustrado em pouco tempo se algumas mudanças de comportamento (em especial dos pais) não forem analisadas. Acompanhe comigo 10 de alguns dos motivos pelos quais as crianças não gostam de alimentos naturais e veja se você não está cometendo uma gafe!

1° – Os pais nunca ofereceram aquele alimento [e por isso a criança não conhece].
2° – Pai ou mãe não gosta de determinado alimento e nem insiste em experimentá-lo [e por isso não compra].
3º - Pais querem que seus filhos se alimentem de forma saudável, mas não fazem o mínimo esforço em acompanhá-los [Cooome, filhinho... faz bem pra sua saúde – mas eu não como!].
4° – A mãe tem preguiça de preparar alimentos caseiros e a falta de tempo ainda contribui para isso [como se fossemos escravos do tempo].
5° – A forma de apresentação do alimento não é chamativa, não é colorida, não é feliz [a visão infantil é diferente da visão adulta sobre alimentar-se. Ainda bem!].
6° - A criança não se sente estimulada a comer, muitas vezes é forçada e o ato de se alimentar não ser torna divertido, mas sim uma obrigação pelos pais [o modo de abordar faz toda a diferença].
7° – A família tem sempre a mesma rotina alimentar, tudo é muito padrão e sem novidades [como crescer de modo saudável com monotonia e mesmice de sabores?].
8° – Pais não tem o hábito de adquirir uma variedade de alimentos e introduzir novas preparações [filhos conhecem poucos alimentos naturais e não precisa ir muito longe... alguns nem sabem que a cenoura é cenoura, mas conhecem bem a cara do Ronald Mc Donald!].
9° – A criança não manipula mais o alimento, não tem contato e por isso deixa de conhecer suas as características: cor, sabor, odor, textura, consistência. [os pais não querem “bagunça” na cozinha, então a criança tem menos contato e curiosidade. A baguncinha pode trazer resultados excelentes para a alimentação dele e de quebra, aumenta o vínculo pais e filhos].
10° – Após a criança ter uma noção dos sabores, ninguém mais oferece à criança o que ela não gosta [ela começa a dominar a situação e os pais deixam de lado os outros alimentos que a criança já rejeita].

Vamos pensar...
Na infância é que se adquirem hábitos saudáveis e muitos pais se esquecem disso. Esquecem também que nesta fase da vida, a criança necessita de muitos nutrientes, vitaminas e minerais para o seu desenvolvimento e aprendizagem. Criança desnutrida ou carente de algum nutriente sofre de falta de atenção, é mais irritada, não consegue aprender na escola e fica instável até emocionalmente.

Como descobrir se a criança se alimenta bem?
Primeiro pergunte como anda a alimentação dos pais … Um é reflexo do outro. Não culpe as crianças. Elas não nascem sabendo os sabores e sua missão é apresentar isso à eles de um forma interessante, saborosa e só então aliar o conceito de saúde: “É bom pra você, meu filho”. Mas é bom pros pais também!

O apoio especializado em alimentação e nutrição é fundamental para que o seu filho cresça saudável. Não hesite em procurar um profissional nutricionista, que pode desenvolver um belo trabalho de educacional nutricional, ajudando e estimulando o seu filho e a família (lógico) a consumir mais alimentos naturais e a ter mais saúde, sempre!

LEMBREM-SE!!! Pais saudáveis, crianças saudáveis.
Nutr. Daiane Cunha Dutra
nutridaih@live.com
Congonhas - MG

Comentários

  1. Ótima postagem!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Aline, sempre é bom lembrar que somos exemplo o tempo todo!. Bjos

      Excluir

Postar um comentário

Faça seu comentário.
Ele nos ajuda a pesquisar os assuntos que interessam a você, leitor.

Postagens mais visitadas