Meditando na Cozinha: Todo ano, verão. Toda pessoa, coração.

Há coisas banais que parecem inteiramente impossíveis para algumas pessoas, e cozinhar é uma delas.
 Não porque seja incomum, afinal em toda casa se cozinha, nem porque seja complexo, afinal qualquer um cozinha; a dificuldade é não sentir a mínima disponibilidade para entrar ali, pegar os ingredientes, lavar, descascar, limpar, temperar, acender o fogo botar nas panelas e cuidar até aquilo virar uma refeição completa.

Meditando na cozinha Meditando na cozinha traz dicas que vão desde como preparar um jantar saudável a dois até como usar nabo ralado para tirar manchas. E a meditação, como é que entra nessa alquimia?

"Comer é a alegria do zen", diz o sutra, e todos comem contentes, desfrutando o prazer na boca.
Tudo o que vem antes pode ser meditação. Escolher formas, cores e sabores. Lavar, cortar, levar à panela e observar a vida em sua permanente transformação. Oferecer essa comida feita com atenção plena, em contato com a natureza íntima de cada alimento, através de cheiro, sabor, cor, textura. Conhecer o efeito dos alimentos. Conhecer o frescor dos alimentos.

Lidar com água, fogo, metal, terra, ar. A precisão dos cortes. A inspiração dos temperos. A regência dos tempos.

Cozinhar é uma viagem que já acontece; o passageiro só precisa tomar consciência e escolher o destino.



Comentários

Postagens mais visitadas