quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Ninho Soleil – um sol muito complexo


Muito boa a colocação do Blog Alimentação e Saúde publicada em 06/10/2010 por Paulo Guimarães. Para que tantos ingredientes, que tal um iogurte caseiro com cereais ou frutas? Não é mais coerente?

São trinta ingredientes para fazer esta bebida. Muitos são ingredientes em pó, reconstituídos. É de se perguntar se realmente é necessário tanta mistura. Com qual objetivo?

O sabor adocicado certamente vai enganar suas papilas gustativas, mas será que o seu organismo vai saber o que fazer com tantos ingredientes? Para que serve “soro de leite em pó”? Siga lendo, você não vai saber para que serve, mas vai saber porque ele está ali.

Antecipando nosso veredito: isso não é comida, é um produto alimentício. Fuja dele, de seus açúcares e dezenas de ingredientes.

Ficha do Produto e Ingredientes

Nome Comercial: Ninho Soleil (bebida láctea fermentada).


Fabricante: Dairy Partners Américas Brasil Ltda.
Aquisição: Aracaju – fevereiro de 2010.
Distância rodoviária da fabricação à aquisição: 2.170 km (fabricado em Araras / SP).

O Ninho Soleil contém 16 componentes no total
(30 se contados também os 14 ingredientes do Mucilon Arroz)
12 ingredientes: leite reconstituído parcialmente desnatado, iogurte parcialmente desnatado (leite reconstituído parcialmente desnatado, xarope de açúcar, fermento lácteo e soro de leite em pó), preparado de frutas e cereal (água, polpa de banana, cereal infantil – Mucilon Arroz, suco de maçã, vitaminas (B1, B2, B6 e D), mineral (zinco), soro de leite em pó, xarope de açúcar, fermento lácteo e soro de leite em pó. (Os ingredientes que aparecem mais de uma vez na lista, e o soro de leite em pó aparece três vezes, foram contados apenas uma vez.)

4 aditivos:
Aromatizantes – não diz quantos nem quais.
1 acidulante – ácido cítrico
1 conservante – sorbato de potássio
1 edulcorante artificial – sucralose
Contém glúten? SIM.

Comentários adicionais:
Logo após a lista de ingredientes vem um aviso: BEBIDA LÁCTEA NÃO É IOGURTE. Esta frase é, possivelmente, colocada por força de norma da ANVISA, mas não conseguimos obter esta informação no site do órgão nem em outras fontes na internet. Porém o IDEC – (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), que se posicionou contra a regulamentação de bebidas lácteas quando o governo as instituiu em 2002, é muito claro ao afirmar que o único objetivo da indústria ao criar bebidas lácteas é dar um destino mais rentável ao soro de leite que sobra do processo de produção de queijos.

Fora da lista de ingredientes, na frente da embalagem, aparece um texto falando que o produto contém aromatizante (no singular) sintético, idêntico ao natural. Ao natural de que? De qual dos ingredientes deste complexo produto?

Nesta mesma parte da embalagem, há a afirmação de que o produto contém 43% de redução de açúcares. Este texto está marcado com asteriscos. Em outro ponto da embalagem, junto às informações nutricionais, em letras bem pequenas, os asteriscos explicam: “Este produto contém 43% de redução em açúcares quando comparado a Bebida Láctea Fermentada com Iogurte e Polpa de Fruta – Morango Bliss (outro produto da Nestlé). Este não é um alimento com valor energético reduzido”.

Vamos repetir para ficar mais claro: em letras grandes aparece o 43% menos de açúcares e em letras pequenas que este não é um alimento de valor energético reduzido. E será que para fazer esta propaganda enganosa, a Nestlé somou o açúcar que tem no Mucilon (que é ingrediente do Ninho Soleil)? E será que fica claro ao consumidor que o açúcar eventualmente retirado foi compensado com adoçante artificial (sucralose)?

Pesquisando os ingredientes do Ninho Soleil no site da Nestlé, encontramos algumas diferenças: o edulcorante sucralose desaparece da lista e aparece ferro como mineral adicionado.

“Leite reconstituído semidesnatado, preparado de frutas e cereal (água, xarope de açúcar, polpa de banana, cereal infantil – Mucilon arroz, suco de maçã, soro de leite em pó, vitaminas (B1, B2, B6 e D) e minerais (ferro e zinco), acidulante ácido cítrico, aromatizantes e conservador sorbato de potássio, xarope de açúcar e fermentos lácteos. Contém Glúten.”

Resumo: é gostosinho, é docinho, é muito prático e lhe faz mal. Esqueça.

9 comentários:

  1. Porque faz mal? Qual o problema com o soro do leite em pó?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O leite em pó já é um alimento alimentício, não comida de verdade. Para um alimento ser verdadeiro e nutritivo na verdade ele deve ser o mais fresco possível e livre de aditivos químicos (que são aqueles nomes impronunciáveis ou siglas) que só fazem conservar o alimento mais tempo para que ele não apodreça nas prateleiras dos supermercados. Bom para os fabricantes, para os pontos de venda e péssimo para a nossa saúde. Respondi? Abraços

      Excluir
    2. Olha realmente perto das outras porcarias adicionadas o soro do leite não deve ser o pior ingrediente desse composto lácteo... rs

      Excluir
    3. Verdade Thais, mas não devemos confundir com o soro do leite in natura que é saudável e nutritivo. Mas como leite in natura é uma raridade....

      Excluir
  2. Respostas
    1. Obrigada querida, não mestamos sozinhas, tem mais gente brigando pela saúde.

      Excluir
  3. adorei a materia...ao analisar item por idem, começamos a ter consciencia do que ingerimos...parabens!

    ResponderExcluir
  4. Obrigada é esse mesmo o objetivo do Blog

    ResponderExcluir
  5. Muito esclarecedor. Estamos mais acostumados a coisas artificiais que quando ingerimos algo natural e fresco achamos ruim. Inversão de valores.

    ResponderExcluir

Faça seu comentário.
Ele nos ajuda a pesquisar os assuntos que interessam a você, leitor.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Feiras Orgânicas