quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Lançamento do Livro Introdução Alimentar de Natalia Mira de Assumpção Werutsky


Massas e alimentos orgânicos? Imperdível!


SESC Osasco e Alimentação Viva + Alimentos Orgânicos


Feira orgânica mensal no SESC de Osasco, que fica bem perto da divisa com São Paulo, passando a USP, no fim da Av. Corifeu de Azevedo Marques. Banquinhas de hortifrutis direto dos produtores, comidinhas saudáveis do Ateliê Culinário Verde Bandeira, materiais da campanha e do MUDA, roda de conversa, sorteio de livros e oficina de receitas com degustação. Não perca!

Pronatec oferece 4.485 vagas em cursos de agroecologia






Fortalecer as capacidades produtivas e gerenciais no campo com ampla oferta de cursos para diferentes públicos do meio rural. Este é o principal objetivo do Pronatec Campo que neste segundo semestre de 2014 oferece 40.934 vagas para 130 cursos de educação profissional e tecnológica. Do total, 4.485 vagas são destinadas aos cursos de agroecologia e produção orgânica. As inscrições já estão abertas e os interessados devem se informar sobre os cursos ofertados e como fazer o cadastro na delegacia do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) do estado.

O público-alvo são agricultores e agricultoras familiares, jovens, povos e comunidades tradicionais, assalariados e assentados da reforma agrária. A metodologia do Programa intercala um período de convivência na sala de aula e outro no campo.

Alguns dos cursos disponíveis para este semestre são: horticultor orgânico; agricultor familiar; auxiliar de agropecuária; avicultor; agricultor orgânico; fruticultor; operador de computador; bovinocultor de leite; preparador de doces e conservas; entre outros.

A iniciativa faz parte do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e integra o Programa Nacional de Educação no Campo (Pronacampo) do Governo Federal. A oferta de vagas é realizada pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (Setec/MEC), com apoio do MDA.

Os interessados devem procurar as delegacias do MDA para se informar sobre os cursos ofertados no estado e verificar disponibilidade de vaga para o semestre. As delegacias fazem a pré-matrícula. Os alunos terão até sete dias para ir à instituição de ensino e confirmar a matrícula. O prazo de inscrição depende de cada curso.

Caso sobrem vagas, será aberta inscrição online e qualquer pessoa poderá se cadastrar pelo portal do Pronatec do MEC. Entretanto, a inscrição deve ser feita dez dias antes do início do curso.

Fonte: Ascom/MDA



Assessoria de Comunicação
(61) 3411.3279 / 3483

www.presidencia.gov.br/conseaascom@consea.planalto.gov.br



sexta-feira, 24 de outubro de 2014

A velha e inapropriada guerra contra o colesterol

A velha e inapropriada guerra contra o colesterol

Fonte: Dr Rondó

Você sabia que para o seu corpo produzir vitamina D a partir da exposição ao sol ele depende de um precursor? E você sabe quem é ele?

Bom, nós estamos falando do colesterol! Isso mesmo! Talvez você não saiba, mas ele é extremamente importante para a saúde; além de ser precursor da vitamina D ele também é um componente fundamental de cada célula do nosso corpo, sendo também produzida por elas. O colesterol é um antioxidante cerebral e precursor de todos os hormônios sexuais.

Ter o colesterol baixo aumenta muito o risco de Doença de Alzheimer e até mesmo de morte.

Por isso, essa guerra contra o colesterol é extremamente inapropriada e perigosa. Não tente reduzi-lo a qualquer custo, pois o preço que você poderá pagar é muito alto.

Referências Bibliográficas
-Alzheimer’s Association 2011. Alzheimer Disease Facts and Figures

Dr. Rondó - Você comete algum destes erros no café da manhã?

Você comete algum destes erros no café da manhã?

Fonte: Dr. Rondó
Por acaso, você já percebeu que tomar o café da manhã faz com que você sinta fome pouco tempo depois? Se a resposta for sim, muito provavelmente você está tomando o tipo errado de café da manhã.

Muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre o que é uma refeição saudável pela manhã, apesar de seguirem o que a maior parte da mídia e os peritos de saúde convencional recomendam.

Veja os cinco “erros” mais comumente aceitos como corretos:
• proteína insuficiente;
• fibra insuficiente;
• nenhuma gordura;
• comida insuficiente; e
• comer tarde demais de manhã.
Enquanto que a maioria destes erros tem o seu mérito, eles sequer chegam perto do pior deles: o de nem tomar o café.
Erros comuns no Café da Manhã

1) Comer alimentos altamente processados e carregados de açucares. Isto inclui waffles, cereais matinais, torradas, pãezinhos, bagels e outros sanduíches presentes no café da manhã. Esses são alguns dos piores alimentos que você pode ingerir.

Essas comidas podem saciar sua fome atual, mas te empurram para desastres metabólicos e fornecem combustível para o excesso de gordura corporal e para doenças relacionadas à obesidade. Infelizmente, muitos recomendam a necessidade para mais proteína e deixam de tratar do assunto de excesso de carboidratos.

2) Consumir laticínios pasteurizados, incluindo o leite e o iogurte. Eles também estão no escuro sobre o fato de que a maioria dos iogurtes comercialmente disponíveis são absolutamente repletos de açúcar!

Sejam eles integrais ou de baixa gordura (que é pior ainda), estes iogurtes comerciais pasteurizados simplesmente não são uma boa fonte de proteína ou de gordura.

O iogurte feito de leite orgânico cru, por outro lado, pode ser um alimento de saúde útil para muitos e é algo que você pode facilmente fazer em casa. Este tipo de iogurte contém proteína benéfica e gordura saudável, mas acima de tudo, muita bactéria benéfica, tornando-o um alimento ideal no café da manhã.

3) Falta de gorduras saudáveis. Este é um erro sério! Exemplo: azeitonas e azeite; cocos e óleo de coco; manteiga feita de leite cru proveniente de gado criado em pasto; castanhas cruas, especialmente a macadâmia; gemas de ovos orgânicos pasteurizados; abacates, carnes de gado de pasto, óleo de palmeira, óleos de castanhas orgânicas sem aquecimento.

No caso dos ovos, quanto menos cozidos, melhor, já que muitos dos nutrientes na gema são suscetíveis a danos por calor. Portanto, ovos cozidos moles ou pochê são as melhores opções.

Então, que tal acertar o seu café da manhã e garantir um dia cheio de energia e disposição?

Referências Bibliográficas:

- Short-term effect of eggs on satiety in overweight and obese subjects,” Vander Wal JS, Marth JM, et al, J Am Coll Nutr., 2005; 24(6): 510-5

- Differences in the Breakfast Habits of Overweight/Obese and Normal Weight Schoolchildren,” Ortega, Rosa Maria, et al, International Journal of Vitamin and Nutrition Research, 1998; 68:125-132.

-Obesity – Breakfast,” Nutrition Week, March 1, 1996; 7/Journal of the American College of Nutrition, February, 1996; 15(1):65-72.

Confira onde encontrar feiras de produtos orgânicos em João Pessoa Capital tem pelo menos seis opções diferentes de feiras. G1 listou alguns dos principais endereços em João Pessoa

Feiras de produtos orgânicos acontecem em vários pontos de João Pessoa (Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)

Os moradores de João Pessoa que têm interesse em adquirir produtos orgânicos têm pelo menos seis opções diferentes de feiras para comprar os produtos naturais. O G1 listou alguns dos principais endereços; confira 

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

SESC SÃO PAULO REALIZA SEMINÁRIO INTERNACIONAL ALIMENTAÇÃO HOJE: ENTRE CARÊNCIAS E EXCESSOS, REUNINDO ESPECIALISTAS NO SESC BELENZINHO





Vamos ajudar o IDEC a atualizar o Mapa das Feiras Orgânicas do Brasil?


O Mapa de Feiras Orgânicas do Idec é um sucesso! 

Já temos mais de 370 Feiras e 45 Grupos de Consumo cadastrados, além de 10.000 pessoas por mês, em média, acessando nosso Mapa em busca de alimentos mais saudáveis e sustentáveis. 

Já são mais de 130 cidades em 24 estados do Brasil com feiras orgânicas… E a nossa torcida é que esse número só aumente! E você faz parte desse sucesso! Obrigad@! 

Para comemorar, estamos atualizando o Mapa de Feiras, incluindo as categorias:
• Produtores/Agricultores Orgânicos ou Agroecológicos
• Associações de Produtores Orgânicos ou Agroecológicos 
• Cooperativas de Produtores Orgânicos ou Agroecológicos

Então, pedimos sua ajuda mais uma vez. Se souber ou conhecer produtores e grupos de produtores que gostariam de constar no Mapa, preencha esse formulário (http://www.idec.org.br/feiras-organicas-cad-produtores/) ou envie um email para: feirasorganicas@idec.org.br 

A nossa ideia continua sendo aproximar produtor do consumidor e revolucionar nossa alimentação! 
Conheça mais em:
www.feirasorganicas.org.br

Idec constata que consumidores só conseguem identificar origem de 0,06% dos alimentos a granel Pesquisa com seis grandes redes de supermercado mostra que ainda há pouca informação sobre a rastreabilidade de alimentos, prática que poderia contribuir com informações sobre resíduos de agrotóxicos

Fonte: IDEC
Origem pouco conhecida

Pesquisa com seis grandes redes de supermercado mostra que ainda há pouca informação sobre a rastreabilidade de alimentos. Conheça as iniciativas e entenda porque é importante saber o caminho percorrido pelos produtos do campo à sua mesa

Você acorda, coa um café fresquinho. Acrescenta ao desjejum frutas com aveia e mel. É um café da manhã simples e frugal, mas, ainda assim, se quisesse saber a origem de cada item que fez parte dele, conseguiria? Hoje, a tarefa é difícil. O Idec fez uma pesquisa para saber quais informações sobre a chamada rastreabilidade de alimentos estão disponíveis nas seis maiores redes de supermercado da cidade de São Paulo (Carrefour, Dia, Extra, Pão de Açúcar, Sonda e Walmart). Os resultados mostram que o conceito ainda engatinha por aqui: quanto menos embalados, mais difícil é obter informações sobre o caminho percorrido pelos alimentos até a gôndola.

O levantamento levou em conta uma cesta de dez alimentos in natura, entre frutas, verduras, legumes e ovos. Em 42,6% dos produtos embalados havia algum tipo de informação sobre sua origem. Já entre os itens a granel, o dado praticamente inexiste: apenas um produto tinha código para rastreamento (0,06%).

Os alimentos orgânicos levaram vantagem: 56,5% dos disponíveis nos supermercados têm rastreabilidade, frente a 28,7% dos convencionais. "O próprio sistema de certificação dos produtos orgânicos já reúne várias informações que permitem a rastreabilidade. Dessa forma, depende da rede de varejo divulgá-las ao consumidor", explica Renata Amaral, pesquisadora do Idec que conduziu o levantamento.

Informar a origem e o caminho percorrido pelos alimentos até o supermercado não é obrigatório no Brasil. Assim, as iniciativas que começam a ser implementadas pelas grandes redes de varejo para levar esses dados ao consumidor são voluntárias. Entre os supermercados avaliados, o Dia foi o único em que não havia nenhum produto com rastreabilidade. Nas demais redes, a quantidade de produtos rastreados varia, assim como o nível de informações. De forma geral, o Carrefour é o que fornece mais dados sobre a origem do alimento, ainda assim, não para todos os itens avaliados. Já o Sonda, embora tenha alguns "gatos pingados" com etiqueta de rastreabilidade, não tem um programa institucional para dar consistência à iniciativa.

Veja, abaixo, um resumo sobre os resultados identificados em cada rede.

Alimento com Sentido com o pessoal da Matilha Cultural, Banca Orgânica e Lancheira Saudável. "De grátis" é só aparecer.


Vou estar lá com o pessoal do Lancheira Saudável apresentando o Workshop Alimento com Sentido.
Entrada grátis é só aparecer.




quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Justiça obriga empresa Bimbo ( Pullman, Nutrella, Bisnaguito etc) a identificar OGMs

Fonte: Fórum Notícias Naturais



Conhecendo a empresa Bimbo:

Fundado em 1945, no México, o Grupo Bimbo é a maior empresa de panificação do mundo e líder no continente Americano, com um faturamento da ordem de US$ 10,712 bilhões em 2011. Com 156 plantas localizadas em 19 países da América, Ásia e Europa, conta com mais de 127 mil colaboradores e um portfólio composto por mais de 103 marcas de prestígio e mais de 8000 produtos. Desde 1980, o Grupo Bimbo é uma empresa pública com ações na bolsa de valores do México e está formada por seis organizações e um corporativo, os quais operam empresas da indústria de panificação e alimentos em geral. E lá no México já causou problemas por não informar os consumidores sobre transgênicos em seus produtos. Veja Aqui

Aqui no Brasil

Uma ação civil foi movida pelo Ministério Público de São Paulo contra a empresa Bimbo do Brasil ltda que detêm as marcas de produtos como pães Pullman, bolinhos Ana Maria, Pães Nutrella, Pães PlusVita, Bisnaguito, Biscoitos Crocantissimo, Firenze, Laura e massa semipronta Rap10. A ação foi por não cumprir com as leis sobre rotulagem dos produtos. A lei diz que ao oferecer seus produtos ao mercado consumidor deve ser obrigada a incluir informação correta, clara, precisa, ostensiva e em língua portuguesa em seus rótulos acerca da presença, em qualquer quantidade, de ingredientes obtidos a partir de organismos geneticamente modificados (OGM) ou seus derivados.

Assim a empresa foi condenada por não inserir os sinais e informações encontradas na portaria MJ nº 2.658, de 22.12.2003 que trata do regulamento para o emprego do símbolo transgênico nas embalagens dos produtos obtidos a partir de organismos geneticamente modificados (OGM), qualquer que seja o percentual; devendo, para tanto, a informação do rótulo conter o sinal gráfico designativo de alimento transgênico (T, em letra maiúscula, inserido em um triângulo com fundo amarelo), ladeado do nome do produto acompanhado da expressão “transgênico”, sob pena do pagamento de multa no valor de R$1.000,00 (mil reais) por produto encontrado no mercado em desconformidade com a determinação;




Se a empresa não rotular adequadamente seus produtos será feita uma busca e apreensão de todos os lotes de produtos fabricados ou comercializados pela Bimbo do Brasil Ltda que não atendam ao dever de informar nos moldes acima pleiteados, em todo o território nacional, no prazo de trinta dias, sob pena de aplicação de multa diária. A empresa também será obrigada a fixar cartazes nas principais redes de supermercados e estabelecimentos comerciais, informando aos consumidores quais dos produtos que fabrica e comercializa contém organismos geneticamente modificados (OGM) em sua composição, pelo período de um ano, sob pena de multa diária.

A empresa em sua defesa disse inexistir qualquer irregularidade nos seus produtos em razão da ausência de organismos geneticamente modificados acima de 1% no produto final, em respeito ao limite legal imposto e requereu a improcedência da ação e juntou documentos e houve réplica. Ma foi suficiente a prova documentalmente produzida contra a empresa Bimbo do Brasil Ltda. Com base no Código de Defesa do Consumidor, a empresa se não cumprir com sua obrigação de rotular adequadamente deverá veicular as informações sobre transgênicos nos produtos que comercializa na mídia. As questões ditas pela empresa em sua defesa não tem nenhuma consistência.

Vale salientar que a ação presente é uma atuação conjunta do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) com os Procons dos Estados de Mato Grosso, São Paulo e Bahia quando promoveram a coleta e análise de diversos produtos com o objetivo de verificarem a presença ou não de Organismos Geneticamente Modificados (OGMs), sendo que diversas empresas foram autuadas, dentre elas a empresa requerida Bimbo do Brasil Ltda.

Produto Ana Maria sabor artificial de Baunilha com recheio de Chocolate




Foi determinada a realização de laudos emitidos pelo laboratório Eurofins do Brasil Análises de Alimentos Ltda., que acabaram concluindo a presença de Organismos Geneticamente Modificados (OGMs):

“Laudo PROCON SP: 1 Soja Transgênica Roundup Ready da Monsanto; 2 Evento GTS-40-3-2; 3 Espécie doadora do gene: Agrobacterium tumefaciens; 4 Quantitativo de 2,1% de soja transgênica no ingrediente soja no produto.

Laudo PROCON BA: 1 Soja Transgênica Roundup Ready da Monsanto; 2 Evento GTS-40-3-2; 3 Espécie doadora do gene: Agrobacterium tumefaciens; 4 Quantitativo: traços de soja transgênica no ingrediente do produto.”.


Por conta de tais conclusões foi instaurado o respectivo inquérito civil, oportunidade em que foram apresentadas propostas para a empresa firmar termo de ajustamento de conduta, mas a Bimbo do Brasil Ltda se negou a fazer por achar que estava de acordo com a lei. Vale ressaltar que a defesa apresentada pela requerida se pauta, notadamente, por respeitar o limite legal de 1% de quantidade de organismos geneticamente modificados mas no laudo foi encontrado 2,1% de soja transgênica no ingrediente soja do produto.




Tudo o que se refere à proteção da vida, da saúde e da segurança contra riscos potencialmente provocados por produtos ou práticas utilizadas na elaboração desses produtos deve ser amplamente divulgado. Até em respeito ao consumidor para imprimir-lhe a possibilidade de escolha entre consumir um produto transgênico ou não-transgênico, pois o direito à adequada informação propicia conhecimento sobre dados indispensáveis dos produtos para a uma decisão livre e consciente do consumidor

Dados do Processo

Processo Nº : 0001386-73.2012.8.26.0704
Classe: Ação Civil Pública
Área: Cível
Assunto: Obrigação de Fazer / Não Fazer
Local Físico: 15/02/2013 12:46 - No Cartório
Distribuição: Direcionada - 15/02/2013 às 12:43 , 27ª Vara Cível - Foro Central Cível
Juiz: Rogério Marrone de Castro Sampaio
Outros números: 583.00.2012.142806-0
Valor da ação: R$ 500.000,00

Partes do Processo

Reqte: MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO
Promotor: Gilberto Nonaka
Reqda: Bimbo do Brasil Ltda
Advogada: Tatiana Furtado da Cunha Canto
Advogada: Patricia Fukuma Jannini
Advogada: Larissa Cerbaro Detoni


*OGM é a sigla de Organismos Geneticamente Modificados, organismos manipulados geneticamente, de modo a favorecer características desejadas, como a cor, tamanho etc.


Fonte:
- JusBrasil: Página 407 • Judicial - 1ª Instância - Capital • 16/07/2014 • DJSP
- Tribunal de Justiçade São Paulo: Consulta de Processos do 1ºGrau

Chef Paula Weber do Blog Pitadas e Palpites na Dragonetti neste sábado!

paula-2014.jpg

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Chefinho na feira de orgânicos do Ibirapuera



Para valorizar o ato de cozinhar, o Slow Food, o Instituto Kairós e os feirantes convidam, a cada mês, um Chef de Cozinha para participar da Feira de Orgânicos no Modelódromo do Ibirapuera. O evento “Chef na Feira” integra as ações de Segurança Alimentar e Nutricional implementadas na Feira e que contam com o apoio da Supervisão Geral de Abastecimento/Sec do Trabalho, da Sec de Esportes e Lazer do Município e de outras entidades apoiadoras.

Este ano na véspera do dia das Crianças, no dia 11 de outubro, resolvemos fazer uma atividade diferente e especial. Com objetivo de sensibilizar crianças e adultos ao consumo de orgânicos promoveremos a vivência de 4 etapas da cadeia de cultivo com apoio e orientação da Sabor da Fazenda (produtora de mudas orgânicas da zona norte da cidade que tem banca na Feira), comercialização (na mini banca) até o preparo do alimento e consumo(degustação) em três bancas distintas.

A atividade, que acontece entre 10 e 12 horas, poderá ser praticada por crianças que desejarem participar de pelo menos uma das etapas de cultivo, comercialização, preparo/degustação, ou aquelas crianças que preferirem somente assistir as preparações e depois degustá-las. Na banca do preparo e degustação as crianças irão aprender a preparar "sanduíches" com recheios coloridos. A degustação será oferecida por meio de vales gratuitos, distribuídos pelos feirantes para as crianças de clientes da feira. Neste dia participarão também desta ação e da visita à feira e a outras atividades do Centro Esportivo Modelódromo, cerca de 40 crianças de 09 a 15 anos da EMEF Brigadeiro Faria Lima que fica na Aclimação, uma ação promovida pela Sec de Esportes e Lazer do Município de São Paulo.

A Chef convidada para sábado, 11 de outubro, é a Betty Kövesi. Formada em fonoaudiologia, Betty ingressou na Escola Wilma Kövesi em 1991, ministrando aulas para crianças. O foco do seu trabalho é aproximar crianças e adolescentes dos processos da culinária, conscientizando sobre os benefícios de uma alimentação equilibrada. É coautora, com a chef Gabriela Martinoli, do livro infantil “Vamos pra Cozinha?”.Outros chefs ajudarão nesta ação: Adriana Vernacci, Bia Goll, Daniela Lisboa, Ellen Gallego e Henrique Nascimento.

Sobre a Feira: conta com mais de 30 barracas que vendem uma grande variedade de produtos orgânicos, entre in natura e processados (frutas, hortaliças, pães, bolos, bolachas, salgados, geleias, laticínios, derivados de soja, tortas, sorvetes, castanhas, açaí, guaraná, cacau, cereais, sucos, azeites, produtos de limpeza, cosméticos, etc). A feira é realizada pela Supervisão de Abastecimento e Sec de Esportes e Lazer da Prefeitura de São Paulo em parceria com as entidades: Instituto Kairós, AAO, ABD, ANC,Cooperapas e Slow Food.

Educação alimentar, Lazer e Recreação na feira: Além da Feira há um delicioso café da manhã orgânico. As crianças podem curtir o parquinho de pneus e as diversas modalidades de atividades oferecidas no C.E. Modelódromo do Ibirapuera. Também semanalmente são oferecidas atividades educativas de Rodas de Conversa sobre temas diversos. Link do vídeo da atividade no ano passado em parceria com o IDEC e Oxfan :http://www.youtube.com/watch?v=Qs8I0K8iXHk

Agenda dos próximos Chefs na Feira: 
22/11 (Chef Ana Tomazoni, a confirmar); 06/12 (Chef Bela Gil) e 13/12 ( Chef Adriana Vernacci comemoração do Dia do Terra Madre)

Serviço: A feira acontece todos os sábados, das 7 às 13h no C.E. Modelódromo do Ibirapuera, Rua Curitiba nº 292, Vila Clementino (próximo ao Clube Circulo Militar)

MAIS INFORMAÇÕES SOBRE A FEIRA: facebook.com/feira.ibirapuera

Contato da Chef Betty Kövesi - 999731557 30829151
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Feiras Orgânicas