O novo supermercado biológico de Lisboa tem de tudo. Até um restaurante


Gosto muito de divulgar as iniciativas de fora para que empresários brasileiros possam ter grandes ideias por aqui, e assim vamos mudando a qualidade de vidas das pesssoas.Olha o que anda acontecendo em Portugal.

Fonte: Observador PT
26/10/2015, 19:073.468 PARTILHAS

À primeira vista parece só mais um supermercado. Mas tudo o que vende, do vinho ao papel higiénico, tem origem biológica ou sustentável. E ainda junta um restaurante à festa. Eis o Biomercado.



O Biomercado não passa despercebido na rua. E há um carrinho cheio de boas razões para lá entrar.

© AutorTiago Pais / Observador
16 fotos

O novíssimo Biomercado, recém-aberto na zona do Saldanha, em Lisboa, não será, em dimensão, o maior supermercado biológico da capital. Mas será seguramente, segundo Tiago Vale, um dos seus responsáveis, “o que tem maior variedade de produtos”. E é por aí que começa a impressionar: todas as secções habituais de um comum supermercado estão aqui representadas — e (bem) ilustradas pela designer Vilma André — com uma oferta exclusivamente biológica ou de origem sustentável.

E isso tanto é válido para os frescos, logo à entrada, como para osbrinquedos ecológicos de bebé, os cosméticos sem parabenos, opeixe pescado à linha, a carne de animais criados ao ar livre ou o ex-líbris da casa, uma garrafeira com mais de 80 referências, na sua esmagadora maioria nacionais. “É a maior garrafeira biológica do país”, afirma Tiago, que garante ter provado todos os vinhos que tem à venda. Um trabalho duro, é certo, mas que alguém tinha de fazer.



A garrafeira do Biomercado inclui mais de 80 referências, quase todas de origem nacional. (© Tiago Pais / Observador)

Os vinhos não foram caso único. Conta o mesmo responsável que antes de as portas do Biomercado abrirem houve um período de “cerca de seis meses de testes”. Nem tudo foi tão divertido como beber desta e daquela garrafa, claro está. Mas esse foi um processo necessário, transversal a todas as secções, para garantir a qualidade e a variedade da oferta. Uma oferta que, diga-se, não está fechada, longe disso. “Os clientes vão pedindo novos produtos e nós vamos acrescentando”, revela Tiago.

Atenção: apesar de se ter mencionado sempre o mesmo nome nome até agora, o Biomercado não é obra de um homem só: Tiago tem como sócio o irmão Gonçalo, tal como ele, “maluco por produtos biológicos”. 
Foi o interesse de ambos por esta área que os levou a ponderar abrir um estabelecimento do género, inspirado em diversos exemplos que iam vendo por essa Europa fora. Quando surgiu o espaço ideal tiveram de agir. Ou sim ou sopas. Foi sim. E também foi sopas. Biológicas e sem batata.



O restaurante tem saladas e massas, com ingredientes para escolher ao momento, frango assado para levar, pratos do dia e aos sábados e domingos serve dois tipos de brunch. (© Tiago Pais / Observador)

“Neste conceito tínhamos espaço para complementar o supermercado com um restaurante”, explica Tiago. Ou seja, para além de se poder abastecer a despensa, também se pode reconfortar o estômago, seja com os pratos do dia, ricos em fibras e pobres em sal, as saladas feitas ao momento à vontade do freguês ou, desde o último fim de semana, com dois tipos de brunch, um mais simples e outro mais complexo. Também a destacar é a opção de levar frango assado para casa. “Como o frango biológico tem de ter no mínimo seis semanas de criação, o nosso meio frango equivale ao frango inteiro normal”, garante o mesmo responsável.

E porque o espaço ainda está em soft opening, não se estranhe ver os funcionários do Biomercado a dar alguns produtos a provar a quem vai passando por lá. Além disso, mais novidades são esperadas nos próximos tempos. E até as prateleiras onde elas surgirão são amigas do ambiente: a respetiva madeira foi reciclada de paletes antigas.

Nome: Biomercado
Morada: Avenida Duque de Ávila, 141 B (Saldanha), Lisboa
Telefone: 96 785 8091
Horário: De segunda a sábado das 09h às 20h. Domingo das 10h às 17h.

Comentários

Postagens mais visitadas