terça-feira, 15 de agosto de 2017

Por que pressuponho a loucura?, por Gustavo Gollo

Fonte: Jornal GGN
ENVIADO POR GUSTAVO GOLLO SEX, 04/08/2017 - 14:01



Por que pressuponho a loucura?
por Gustavo Gollo


Análises, em geral, sobre qualquer tema, pressupõem que estejamos mentalmente sãos; que a humanidade, o planeta, como um todo, esteja de posse da razão e não imersa em um delírio desvairado. Quanto a mim, pressuponho o contrário: estamos todos loucos.​

O diagnóstico me parece simples e óbvio, dado que estamos levando o planeta à destruição de maneiras tão claras quanto notórias. Nossa insensatez gigantesca salta aos olhos, e se fingimos não vê-la, é por estarmos loucos. Assim, continuamos esquentando o planeta, derretendo as calotas polares que nos protegem do aquecimento solar, liberando mais metano alimentador do ciclo e agindo como se nada estivesse acontecendo, como se estando prestes a mergulhar em um precipício, continuássemos acelerando em direção a ele, tranquilamente, e isso nos parecesse normal.

Também estamos perdendo o controle sobre os transgênicos, envenenando o planeta com pesticidas e transformando o mundo em uma imensa lixeira, mas tudo isso é normal. É precisamente na normalidade, aliás, que nossa loucura se revela: quando, por exemplo, obtusamente compramos uma garrafa de água, tolice desnecessária cujas consequências durarão mil anos, na forma de uma garrafa utilizada para beber água uma única vez, coisa normal.

Estamos à beira de uma guerra apocalíptica. O poder está mudando de mãos – também fingimos não ver esse fato. Em breve, novas diretrizes se imporão. As novas regras serão consideradas inaceitáveis por todos no ocidente, até pelas pessoas comuns, acostumadas a ouvir um único e mesmo discurso, desabituadas a considerar visões de mundo diferentes da dominante, reiterada diariamente pela TV. Mas se as pessoas comuns estranharão as novas regras, os poderosos, os que sempre mandaram, os que inventaram tais regras, esses se insubordinarão, e não aceitarão seguir diretrizes que nem ao menos tentarão compreender. Aguardamos apenas a próxima crise para a deflagração do conflito. Haverá guerra.

Os poderosos não se preocuparão com o apocalipse, se proclamarão escolhidos e se enfiarão em buracos repletos de alimentos e antidepressivos onde esperarão, durante anos, pela dissipação da radiação.

Mas, por estarmos loucos, muitos apoiarão a guerra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seu comentário.
Ele nos ajuda a pesquisar os assuntos que interessam a você, leitor.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Feiras Orgânicas