Postagem em destaque

Encontro de Gastronomia Hospitalar

  Hoje participei a convite da Nutrinews do Encontro de Gastronomia Hospitalar, onde foram debatidos temas como hospitalidade, gastronomia...

Copa sem Coca

Fonte: Aliança pela alimentação
Por: Juliana Waetge



A Copa do Mundo é um dos maiores eventos esportivos que existem. Como sabemos da importância que a atividade física tem para a saúde, era de se esperar que o mais importante torneio de futebol do mundo fosse relacionado apenas a hábitos saudáveis, certo? Mas não é isso que acontece.

O patrocínio de empresas de produtos não saudáveis, como a Coca-Cola e o Mcdonalds, está presente no evento há anos. Para chamar a atenção para esta contradição, a Aliança pela Alimentação Adequada e Saudável está apoiando uma campanha regional em parceria com organizações da sociedade civil de vários países da América Latina.

Contexto

Já se sabe que as bebidas com adição de açúcar são muito prejudiciais para a saúde. Dentre essas bebidas, incluem-se os refrigerantes. Elas contribuem para o surgimento de problemas como a obesidade e o diabetes, e até mesmo o câncer. Além disso, são completamente supérfluas e não trazem nenhum benefício em termos de saúde e nutrição.

Mas, ainda assim, elas estão presentes em eventos esportivos como a Copa do Mundo. Por meio do estabelecimento de parcerias e patrocínios, empresas como a Coca-Cola tentam associar seus produtos a um estilo de vida saudável – o exato oposto do que eles são na realidade.

E o problema não para por aí: com o patrocínio da Copa, a Coca-Cola consegue uma plataforma para fazer propaganda de seus produtos e aumentar suas vendas. Em um mundo que sofre com o aumento constante dos índices de obesidade e sobrepeso (e problemas relacionados a eles), estabelecer parcerias que promovam produtos que contribuem para esse aumento, como faz a Fifa (Federação Internacional de Futebol), é, no mínimo, uma grande irresponsabilidade.

Campanha: Queremos uma #CopaSemCoca!

Pelos motivos descritos acima, organizações de saúde da América Latina se reuniram para pedir que a Fifa retire o patrocínio de produtos não saudáveis de seus eventos.

Faça parte desse movimento! Foi disponibilizada uma página para participação, na qual é possível enviar mensagens ao presidente da Fifa e aos membros do Conselho de Direitos Humanos da entidade solicitando o fim da parceria.

Pela saúde de nossas crianças, devemos exigir à Fifa que esses produtos não sejam propagandeados em seus eventos esportivos! Queremos uma #CopaSemCoca!

Juliana Waetge é membro da Aliança e parte da equipe de Comunicação da ACT Promoção da Saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seu comentário.
Ele nos ajuda a pesquisar os assuntos que interessam a você, leitor.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Feiras Orgânicas