A FDA assume que a carne de frango causa câncer


[Imagem: Chickens-in-a-pen.jpg]


Parece que está acontecendo o seguinte: a elite Illuminati lucra bilhões com comida transgênica, agrotóxicos e hormônios nos alimentos. Criam super-bactérias e soltam no meio da população para matar, agora a FDA assume que a carne de frango causa câncer. Ou seja, as corporações sionistas contaminam os alimentos para provocar doenças e depois demonizam os mesmos, como se eles não tivessem nada a ver com a pandemia de câncer na população mundial.

Segue o artigo:
Citar:"Depois de anos em varrer o problema para baixo do tapete e esperando que ninguém percebesse, a FDA (Food and Drug Administration) admitiu finalmente que a carne de frango que se vende nos EE.UU. contêm arsênico, uma substância química que causa câncer e que é mortal em altas doses. Mas a verdadeira história é de onde provêm o arsênico: Se agrega à alimentação das galinhas propositalmente!"

A FDA diz em sua propria investigação que o arsênico acrescentado na alimentação das galinhas termina na carne de frango que logo se consome. Até este novo estudo, tanto a industria aviaria e a FDA negavam que o arsênico chegasse aos humanos e garantia que se excretava nas fezes do frango.

Mas agora a evidencia é tão inegável que o laboratório Pfizer, fabricante do produto conhecido como alimento para frangos Roxarsone decidiu retirar o produto das prateleiras mas somente nos Estados Unidos. E admitiu que não necessariamente vai eliminar dos produtos de alimentação em outros países, a menos que seja obrigado pelos reguladores para fazê-lo; segundo a agencia AP.

"Scott Brown de Investigação Veterinária da Pfizer Animal Health Medicina e a divisão de Desenvolvimentodisse que a empresa vende também o ingrediente nos países em uma dúzia de outros. Disse que Pfizer está tratando de chegar às autoridades reguladoras nesses países e decidirá se o vendem de forma individual", reportou Usa Today. Para ser mais gráficos, o laboratório está tratando de subornar dirigentes fora dos EEUU.

Mais além das medidas no país do norte, a FDA segue negando-se a fissurar (demasiado) o sistema e garantiu que o arsênico nos frangos se encontram num nível tão baixo que ainda é seguro para comer. Isto, ainda depois de admitir como um agente cancerígeno.

O Conselho Nacional do frango está de acordo com a FDA. Em um comunicado emitido em resposta à noticia de que Roxarsone seria retirado das lojas de alimentação, sinalizou, "O frango é seguro para comer", porém, admitindo que o arsênico foi utilizado em muitos criadouros e em frangos prontos para seu consumo.

Comentários

Postagens mais visitadas